• comercialgeaemp

Programa Casa Verde e Amarela sofre mudanças

As novas mudanças ampliam a capacidade de financiamento das famílias e reduções de juros provocados por famílias com acesso às faixas mais baixas do programa.



A nova mudança já chegou! Aprovado pelo conselho curador do FGTS, a mudança entrou em vigor no último dia 18 de julho, subindo o acesso de renda de R$ 7 mil para R$ 8 mil.

Segundo a Caixa Econômica Federal, famílias que possuem renda de até R$ 8 mil podem solicitar o programa de maneira individual. A contratação do programa pode ser feita através de alguma construtora ou entidade organizadora, que esteja ligada a algum empreendimento e que possa ser financiado por bancos públicos.

Entre as novas mudanças, cada faixa de acesso tem subsídios e programas diferentes. De acordo com o conselho curador do FGTS, as mudanças de renda têm como objetivo ampliar o programa habitacional e melhorar as condições para as construtoras que, diante ao aumento dos custos, juros altos e inadimplência se encontram com dificuldade no financiamento de novas obras imobiliárias.



O conselho também aprovou reduções de juros para Pró-Cotista, as taxas para imóveis avaliados em até R$ 350 mil cairão de 8,66% para 7,66% ao ano, acompanhando os juros para unidades acima desse valor, sofrendo queda de 8,66% para 8,16% ao ano.

Segundo Alfredo Santos, Secretário Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional, as novas mudanças ampliam a capacidade de financiamento das famílias e reduções de juros provocados por famílias com acesso às faixas mais baixas do programa. A queda das taxas beneficiará até 31 % da carteira do Casa Verde e Amarela.

4 visualizações0 comentário